27 de agosto de 2011

[Evento] Bienal do Livro no Rio 2011

Bienal do Rio 2011, um dos maiores eventos literários do ano será realizado do dia 1° até o dia 11 de setembro na Av. Salvador Allende, 6.555 - Barra da Tijuca, RJ.
EU NÃO VOU

Mas isso não quer dizer que não vou passar as informações. Nesse post vou divulgar os autores internacionais que vão comparecer a este evento :

Abraham Verghese: É autor de Minha terra, romance que já vendeu mais de um milhão de cópias nos EUA e narra trajetória de um casal de gêmeos unidos pela cabeça e separados imediatamente após o parto.

Alejandro Guillermo Roemmers: Vem à Bienal lançar O retorno do jovem príncipe (Objetiva/Fontanar), obra inspirada em O pequeno príncipe. O livro foi um best-seller em seu país de origem e está sendo publicado em mais de 15 países.

Alyson Noël: É autora dos seis volumes da série Os imortais e Radiante, primeiro livro da série Riley Bloom. Publicados em 37 línguas e 50 países, seus livros ultrapassaram a marca de seis milhões de exemplares vendidos nos Estados Unidos e 300 mil no Brasil.

Amitav Ghosh: É autor de livros premiados como Maré voraz e O palácio de espelho. Sua mais recente obra (primeira parte de uma trilogia), Mar de papoulas, foi muito elogiada pela crítica americana e acaba de ser lançada no Brasil pela Editora Objetiva/Alfaguara. Trata-se de um romance épico que se desenvolve em uma embarcação inglesa e tem como pano de fundo as guerras de ópio na China e no Extremo Oriente.

Anne Rice: A escritora americana publicou em 1976 o romance Entrevista com o vampiro, no qual rejuvenesceu e humanizou a figura clássica da criatura das trevas, se tornando referência para várias gerações de autores e leitores. Na Bienal, Anne Rice lançará o romance De amor e maldade, segundo volume da trilogia iniciada em novembro de 2010 com Tempo dos anjos.

Audrey Niffenegger: Em sua estreia, em 2003, com A mulher do viajante do tempo (Objetiva/Suma de Letras), a partir da história de um homem que sofre de uma mutação genética que o faz se deslocar no tempo, a autora trata das dificuldades de um relacionamento a dois. Seu segundo romance, Uma estranha simetria, foi lançado no Brasil este ano.

Deborah Harkness: Acaba de lançar A descoberta das bruxas (Rocco), romance que alcançou os primeiros lugares nas listas dos mais vendidos nos Estados Unidos e foi um dos títulos mais disputados na Feira de Frankfurt em 2009. O livro conta a história de uma mulher que abre um misterioso manuscrito que revela um mundo cheio de seres fantásticos.

Gonçalo M. Tavares: Nascido em 1970 em Luanda, na Angola, publicou seu primeiro livro em 2001. Desde então acumula dezenas de obras, entre ficção, poesia e teatro. Seu livro mais recente é Uma viagem à Índia (Leya Brasil).

Hilary Duff: Lançará na Bienal seu primeiro romance, Elixir (Editora iD).

Lauren Kate: Autora da série juvenil Fallen, que trata de um triângulo amoroso envolvendo a problemática Luce e os anjos Cam e Daniel. A continuação, Tormenta, confirmou o sucesso da saga, que terá o terceiro capítulo, Paixão, lançado pela própria Lauren Kate durante a Bienal.

Leonard Mlodinow: No best-seller O andar do bêbado (Zahar), Mlodinow usa seus conhecimentos em estatística e probabilidade para mostrar o papel do acaso em nosso dia a dia. Ele também lança, em coautoria com Stephen Hawking, O grande projeto (Nova Fronteira), que procura atualizar as respostas para as questões da ciência relacionadas à criação do universo e ajudar a compreender o mundo no qual nos encontramos.

Jean Marie Blas de Roblès: O escritor francês vem ao Brasil lançar Lá onde os tigres se sentem em casa (Record), vencedor do Prêmio Medicis, romance com narrativa ambientada na cidade Alcântara, no Maranhão.

Kim Edwards: Seu grande sucesso é O guardião de memórias (Sextante), adaptado para um longa-metragem em 2008. É autora também de Lago dos sonhos.

Lisa Sanders: Escreveu o premiado Todo paciente tem uma história para contar (Zahar), livro em que analisa uma série de casos clínicos e defende uma aproximação entre médico e paciente.

Marc Levy: É o autor francês mais lido do mundo na atualidade, o escritor lançará seu mais novo romance, Tudo aquilo que nunca foi dito (Objetiva), que fala da relação conturbada entre uma mulher e seu pai, que morre pouco antes da cerimônia de casamento da filha. Levy é autor de E se fosse verdade?,

Michael Connelly: Autor da série de livros protagonizados pelo detetive Harry Bosch, recebeu diversos prêmios por seu trabalho como jornalista e também por seus romances, entre eles Echo Park, tido pela imprensa como uma "obra-prima da literatura policial". Seu próximo lançamento é O espantalho, que sai em abril pela Suma de Letras/Objetiva.

Patricia Schultz: Atora do livro 1000 lugares para se conhecer antes de morrer (Sextante), escrito ao longo de sete anos.

Pepetela: Seu mais recente livro é O planalto e a estepe (Leya Brasil), romance ambientado na ex-União Soviética.

Robert L. Wolke: Químico e professor da Universidade de Pittsburgh, é autor dos dois volumes da série O que Einstein disse ao seu cozinheiro (Zahar), na qual explica de maneira simples e agradável diversos fenômenos cotidianos que ocorrem na cozinha.

Scott Turow: Considerado um mestre dos suspenses de tribunal, é autor de Acima de qualquer suspeita, romance de 1987 que ganhou os cinemas com Harrison Ford no papel principal. Ele lançará na Bienal O inocente (Record), continuação de seu maior sucesso.

Steven Carter: Escreveu mais de 20 livros sobre temas que abordam o universo masculino e feminino, como O que toda mulher inteligente deve saber, Homens gostam de mulheres inteligentes, Homens que não conseguem amar e Por que homens têm medo de compromissos?, publicados pela Sextante.

Susan Casey: Seu aclamado A onda (Zahar) investiga um dos fenômenos naturais mais impressionantes do mundo ao acompanhar surfistas radicais, cientistas de ponta e marinheiros pelos trechos mais temíveis do oceano em busca de ondas gigantes.

William P. Young: Autor de A cabana, best-seller que figura há cerca de três anos entre as primeiras colocações nas listas de mais vendidos e já vendeu mais de dez milhões de cópias somente nos Estados Unidos. No Brasil, onde foi lançado pela Sextante, já são mais de 2,5 milhões de exemplares comercializados.

Fonte: Site da Bienal, para mais informações acesse aqui

1 comentários:

  1. Anne Rice e Audrey Niffenegger!!! puta merda, odeio essa vida de pobre proletário! hahaha. inveja mor de quem pode ir!
    mas ano que vem é nóis, Dani-Dani! vou acampar na bienal! hahaha ('bora economizar desde já!XD)

    ResponderExcluir