29 de fevereiro de 2012

Coraline - Neil Gaiman


Livro: Coraline
Autor: Neil Gaiman
Editora: Rocco
Ano: 2003

Sinopse:
Coraline (e NÃO "Caroline", como ela mesmo diz inflexivelmente) acaba de se mudar para um apartamento num prédio antigo. Seus vizinhos são velhinhos excêntricos e amáveis que não conseguem dizer seu nome do jeito certo, mas encorajam sua curiosidade e seu instinto de exploração. Em uma tarde chuvosa, consegue abrir uma porta na sala de visitas de casa que sempre estivera trancada e descobre um caminho para um misterioso apartamento "vazio" no quarto andar do prédio. Para sua surpresa, o apartamento não tem nada de desabitado, e ela fica cara a cara com duas criaturas que afirmam ser seus "outros" pais. Na verdade, aquele parece ser um "outro" completo mundo mágico atrás da porta. Lá, há brinquedos incríveis e vizinhos que nunca falam seu nome errado. Porém a menina logo percebe que aquele mundo é tão mortal quanto encantador e que terá de usar toda a sua inteligência para derrotar seus adversários.

Comentários:
Posso dizer que Neil Gaiman ganhou mais uma fã.
Há muito tempo planejo ler algum livro do Neil Gaiman, e olha que não faltaram insistências, indicações e apelos daqueles que já tinham sido fisgados por sua leitura, mas a falta de tempo e outras leituras impediram que eu conhecesse sua obra, então aproveitei o desafio literário e acabei por me encantar por sua escrita.
Coraline é uma história infantil com toques de terror muito envolvente e leve como só a imaginação de uma criança pode ser.
Gaiman nos apresenta a sua personagem, Coraline, uma garota que é encantadora, passa os dias em sua casa brincando de “explorar” os arredores onde mora e visitando seus vizinhos, o velho do apartamento de cima que treina um circo de ratos, e as senhoras Forcible e Spink que ficam relembrando suas boas épocas de atrizes de teatro. Seus pais não lhe dão muita atenção então Coraline acaba passando muito tempo sozinha com brincadeiras que a ajudam a matar o tempo e em uma dessas brincadeiras ela encontrou em sua casa uma porta que dá para uma parede de tijolos e ficou intrigada. Em certa noite Coraline ouve barulhos e ao abrir essa porta descobre um corredor para outro “lugar” que na verdade é uma outra versão de sua casa, e descobre que neste lado há também uma outra versão, em certos aspectos melhorada para tudo, seus pais, seus vizinhos, seus brinquedos. Mas em tudo isso há uma diferença marcante, as pessoas possuem olhos de botões pretos e para fazer parte desse mundo Coraline teria que abandonar o que conhece e trocar seus olhos pelos botões e agora a pequena criança terá que decidir o que fazer e lidar com acontecimentos apavorantes desse novo mundo com a coragem que a infância possui.
Neil Gaiman me encantou com esse livro, sua escrita é simples, mas ao mesmo tempo, rica em detalhes e emoções, ele consegue passar toda a história pelo prisma de uma criança e não como se fosse um adulto narrando os fatos, cada capítulo traz uma nova emoção sobre as descobertas que Coraline faz desse novo mundo. Agora fiquei com vontade de assistir ao filme, esta na lista.


1 comentários:

  1. eu AMOADOROVENERO Neil Gaiman. conheço mt de leve a obra mais famosa (sandman), mas AMO muito os romances dele. a escrita dele te prende por ser tão humana e tão simples. como vc disse na resenha, ele consegue mostrar a história pela perspectiva da criança sem ser algo falso e artificial, então é meio que inevitável a gente não se identificar com a Coraline. <3

    ResponderExcluir