21 de novembro de 2012

Belo Desastre – Jamie McGuire


Livro: Belo Desastre
Autor: Jamie McGuire
Editora: Verus
Ano: 2012 

Sinopse:
Abby Abernathy é uma boa garota. Ela não bebe nem fala palavrão, e tem a quantidade apropriada de cardigãs no guarda-roupa. Abby acredita que seu passado sombrio está bem distante, mas, quando se muda para uma nova cidade com America, sua melhor amiga, para cursar a faculdade, seu recomeço é rapidamente ameaçado pelo bad boy da universidade. Travis Maddox, com seu abdômen definido e seus braços tatuados, é exatamente o que Abby precisa – e deseja – evitar. Ele passa as noites ganhando dinheiro em um clube da luta e os dias seduzindo as garotas da faculdade. Intrigado com a resistência de Abby ao seu charme, Travis a atrai com uma aposta. Se ele perder, terá que ficar sem sexo por um mês. Se ela perder, deverá morar no apartamento dele pelo mesmo período. Qualquer que seja o resultado da aposta, Travis nem imagina que finalmente encontrou uma adversária à altura. E é então que eles se envolvem em uma relação intensa e conturbada, que pode acabar levando-os à loucura.

Comentários:
Quando vi comentários sobre esse livro, a indicação era que a história teria um teor erótico ou muita tensão sexual, chegando a ser comparado com 50 tons de cinza (que ainda não li, mas já já sei bem sobre o que o livro trata), porém após a leitura de Belo Desastre chego a conclusão de que a narrativa é muito mais voltada para o romance e todas as implicações emocionais(sendo que isso é explorado de uma maneira bem superficial) do que realmente uma leitura erótica. 
O livro vai contar a história de Abby uma universitária que faz (ou tenta fazer) o estilo da garota certinha que tem um segredo em seu passado do qual quer fugir e se esconder e como ela se relaciona com Travis, que ganha a vida lutando ilegalmente nos porões da faculdade, não se relaciona com ninguém e é praticante convicto do sexo casual.  A história será toda focado no relacionamento dos dois que vai passar por problemas, desentendimentos, ciúme entre outras coisas. 
O livro não me convenceu, primeiro vou deixar claro que a narrativa e a escrita da autora tem um certo ritmo que acabam por prender o leitor, o problema se dá na montagem da história, uma das questões que mais me incomodou, é que por mais que a história se passe na faculdade (o que deveria levar a acreditar em personagens mais maduros) muitas partes me lembraram as famosas situações de colegial com atitudes imaturas ou frases e relacionamentos típico dos estereótipos adolescentes. 
Outra questão para mim foram os personagens principais como um todo, não consegui acreditar totalmente em Abby, que é uma contradição durante toda a narrativa, já na sinopse ela é descrita como uma menina certinha “com a quantidade certa de cardigãs”, mas várias atitudes dela contradizem essa afirmação, com as recorrentes bebedeiras, as roupas de festa entre outras coisas. Vou deixar claro que não tenho nada contra esse tipo de personagem porém gosto que as histórias mantenham uma concordância. Travis em alguns momentos também não me agradou, já que muitas vezes suas passividade me irritava. 
O relacionamento dos dois é pautado em uma relação obsessiva-compulsiva, sendo esse o foco da trama. Porém em momentos que espera um pouco mais de detalhes ou de profundidade emocional na narrativa sinto que a autora decidiu passar rápido por essas questões, despendendo no máximo alguns parágrafos para situações complexas. 
Vou fazer uma ressalva aos personagens secundários que, em alguns momentos, salvaram a cena e deram um toque de humor ao livro. 

1 comentários:

  1. É incrível como este livro divide opiniões. Quero ler e conferir qual será a minha.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir