9 de outubro de 2013

[Livro] O Amor Mora ao Lado – Debbie Macomber

Livro: O Amor Mora ao Lado
Titulo Original: Family Affair
Autor: Debbie Macomber
Editora: Novo Conceito
Ano: 2013
Avaliação: 3/5
Sinopse:
Lacey Lancaster sempre quis ser esposa e mãe. No entanto, depois de um divórcio bastante doloroso, ela decide que é hora de dar um tempo em seus sonhos e seguir sozinha mesmo. Mas não tão sozinha: sua gatinha abissínia, Cléo, torna-se sua companhia de todas as horas. Até é uma vida boa — um pouco aguada, é verdade — a de Lacey. A não ser por seu escandaloso vizinho, Jack Walker. Quando Jack não está discutindo, sempre em voz muito alta, com sua namorada — com quem insiste em morar junto — está perseguindo seu gato, chamado Cão, pelos corredores do prédio. E Cão está determinado a conseguir que a gatinha Cléo sucumba aos seus avanços felinos. Jack e Cão são realmente muito irritantes. Mas acontece que a primeira impressão nem sempre é a que fica...  (Fonte: Skoob

Comentários
Olá leitores do Olhos de Ressaca, aqui quem vos fala é Milena Cherubim. Não, não é pegadinha. Eu e a Dani somos muito amigas e nosso amor pelos livros nos faz dar pitacos aqui e ali, portanto não estranhem se ela for ao Memories of the Angel também heheh.  Hoje trago a vocês um livro muito gostosinho. Nada técnico o que eu disse não é? Mas sabe aquele livro que você pega despretensiosamente porque achou a capa e a diagramação bonitinha? Então esse livro é “O amor mora ao lado”.  
Debbie Macomber, que também escreveu A Pousada Rose Harbor, traz como personagem secundário os humanos. Ela escreveu o livro pensando em sua gatinha Cléo. E essa gatinha muito sem vergonha faz com que nos apaixonemos pela história. Vamos a ela?
A protagonista como falei é a Cléo, mas a história principal acontece com a sua dona Lacey, uma mulher de vinte e poucos anos, divorciada, moradora agora da cidade de São Francisco e totalmente descrente do amor. Amor e traição. Essas são as palavras de ordem de Lacey. Ela foi traída pelo marido Peter e seu casamento acabou em divórcio quando ele afirmou que iria ficar com sua amante. O mundo de Lacey caiu. Mudando de cidade se fechou para o amor. 
No inicio do livro pegamos várias reclamações de Lacey. Por que ela era mole demais e não conseguia pedir um aumento. Por que não aguentava mais escutar as brigas do seu vizinho Jack, lindo, diga-se de passagem, mas canalha como todos os homens. Isso era o que nossa mocinha pensava.
Como nada é o que parece. E tudo que decidimos para nossa vida não é imutável. Lacey em uma briga de seu vizinho não aguentou mais e foi pedir, educadamente, que eles falassem mais baixo. Esqueceu sua porta aberta e... bom... sua gatinha Cléo estava no maior amasso com um gato vira-lata. Esse gatinho safadinho era Cão, o gato de Jack. Ok, lá vem a parte surreal da história. Por causa do acasalamento de Cão e Cléo, Lacey e Jack ficam amigos.
Ele tentou por várias vezes conversar com sua vizinha que sempre era indelicada, mas agora não tinha como. Ele seria ‘pai’ também e teria que honrar o compromisso com ela. Despesas com veterinário, remédios e claro, achar um lar para os filhotes.
Nisso os dois foram se conhecendo mais e mais e bom... para saber o que aconteceu vocês terão que ler. Mas posso dizer que em 1 hora você termina a leitura e fica feliz. A narrativa é bem tranquila. Claro que achei meio surreal, jamais aconteceria como foi descrito as cenas, mas quem sabe não é? Tudo pode acontecer. Devo salientar que a diagramação desse livro está muito bonita. Tem gatinhos pelas páginas. As letras são grandes, a história tem no máximo 100 páginas. Vai agradar aos apaixonados, aos adolescentes, as pessoas que não acreditam mais no amor, as senhoras românticas e claro aos homens que poderiam aprender com o Jack a serem mais pacientes, românticos, atenciosos e carinhosos. 
Falei demais para uma primeira aparição não é? Bem, essa sou eu hehe. Sejam bem vindos a conhecer o Memories of the Angel. Sempre que der estarei por aqui, Bye Angels! 


0 comentários:

Postar um comentário