27 de janeiro de 2014

[Livro] A Corte do Ar – Stephen Hunt


Livro: A Corte do Ar
Titulo Original: The court of the air
Autor: Stephen Hunt
Editora: Saída de Emergência
Ano: 2013
Sinopse:
Nessa aventura repleta de drama e ação, Molly carrega em seu sangue um segredo que a torna alvo de inimigos do Estado. Já Oliver é acusado de assassinato e precisa fugir para salvar sua vida. Logo, os dois se juntam para lutar contra um antigo poder que parecia derrotado havia milênios. (Fonte: Skoob)

Comentários:  
A Corte do Ar foi um livro que me deu trabalho e não por ser bom ou ruim, mas por ser essencialmente complicado. 
Nunca tinha lido nada steampunk e fiquei empolgada em começar com um livro com tão bons comentários, sem contar o seu lindo trabalho gráfico (sim , sim, eu sei que não se julga um livro pela capa, mas tenho que dizer que ele é lindo). 

A sinopse me chamou a atenção e achei o plot bem interessante, mas ao iniciar a leitura meus problemas começaram. 
E é nessa parte que vou colocar em voga, mais uma vez, minha pouca experiência, na verdade quase nula, no estilo. Então não sei se os outros livros são do mesmo jeito, mas logo no começo da leitura me senti perdida, o autor criou um mundo novo com elementos inéditos, que ele vai inserindo na história, só que sem uma explicação anterior, como se fosse natural para o leitor o que ele está falando, e apesar do recurso do glossário do fim do livro muitos elementos me deixaram totalmente perdida. O enredo de fundo é uma grande jogada política (e para aqueles que me conhecem sabem que amo esse tema), mas devido cada lado da disputa possuir nomes diferentes (e bem complicados por assim dizer), filosofias e objetivos contrários, defensores, causas, deuses, nações, meu deus era muita coisa e sem uma explicação, simplesmente um diálogo, ou um fato, ou uma ação. Algumas coisas eram possíveis se entender pelo contexto, mas me vi várias vezes voltando aos parágrafos anteriores para poder confirmar, ou refutar, o que eu tinha achado. E acho que algumas coisas até agora eu não peguei direito. 

O enredo principal do livro foi uma boa sacada do autor, dois órfãos que não se conhecem possuem uma vida normal até que começam a ser perseguidos sem saber exatamente o porquê, mas eles podem ser a chave para uma grande trama que está acontecendo em Chacália e em suas fugas iram se envolver com vários personagens.
A narrativa do autor também foi um problema pra mim, devido aos inúmeros detalhes acabei não conseguindo me envolver, nas primeiras 250/300 páginas, mesmo quando tinha uma cena de ação eu acabava me perdendo na quantidade de elementos e personagens envolvidos, afinal muitos possuem mais de uma maneira de serem chamados ou as situações são confusas. No fim do livro que consegui engrenar na leitura, mas mais porque decidi não me apegar aos detalhes. 

A construção dos personagens não me agradou em alguns aspectos, primeiro ele trabalha com muitos personagens que acabam se intercalando na história, e eles não são bem aprofundados, isso pode ter ocorrido em razão do livro fazer parte de uma série, mas senti falta de mais informações tanto do passado dos órfãos como dos personagens com quem eles se relacionam mais diretamente (até porque alguns deles são bem interessantes e gostaria de conhecê-los melhor). Agora os personagens não humanos, os homens-vapor (máquinas com vida e consciência) eu gostei da construção e espero que nos próximos livros eles tenham uma participação maior. 
Como um todo, tenho que ser sincera que não consigo avaliar este livro, gostei da ideia e da construção desse novo “mundo” mas no fim acabei com uma dúvida se o livro é realmente muito confuso ou se fui eu que não consegui me adaptar ao gênero (e por esse motivo esta resenha não tem uma nota) com mais leitura de steampunk vou me sentir mais apta a comentar a obra de Stephen Hunt. 



Série Jackelian
Livro 1 – A Corte do Ar
Livro 2 – The Kingdom Beyond the Waves 
Livro 3 –  The Rise of the Iron Moon 
Livro 4 – Secrets of the Fire Sea 
Livro 5 – Jack Cloudie 
Livro 6 – From the Deep of the Dark 

1 comentários:

  1. Billy!!!
    poutz, agora fiquei curiosa pra ler só por causa da confusão toda! rsrs

    ResponderExcluir