20 de março de 2014

[Filme] Gravidade


Título original: Gravity
Duração: 90 min. 
Direção: Alfonso Cuarón
Roteiro: Jonás Cuarón e Alfonso Cuarón
Distribuidora: Warner Bros.
Ano: 2013
Avaliação: 4/5
Sinopse: 
Matt Kowalski (George Clooney) é um astronauta experiente que está em missão de conserto ao telescópio Hubble juntamente com a doutora Ryan Stone (Sandra Bullock). Ambos são surpreendidos por uma chuva de destroços decorrente da destruição de um satélite por um míssil russo, que faz com que sejam jogados no espaço sideral. Sem qualquer apoio da base terrestre da NASA, eles precisam encontrar um meio de sobreviver em meio a um ambiente completamente inóspito para a vida humana. (Fonte: AdoroCinema)

Comentários: 
Poderia falar que este post é uma resenha do filme Gravidade, mas também de como uma birra foi desfeita. 
Assumo que antes do Oscar só tinha assistido Clube de Compras Dallas e 20 minutos do Gravidade e quando vi que este último tinha angariado vários prêmios (majoritariamente da parte técnica) eu fiquei me perguntando o que esse filme tinha de tão bom para levar tantas estatuetas (e eu só tinha conseguido ver alguns minutos) ai criei uma birra e fui comprovar se o filme era tudo isso, e na parte técnica ele é. 

Quando tentei assistir pela primeira vez achei que o filme seria chato, afinal só a atriz no espaço não era uma história que chamava minha atenção, mas me enganei, acho que a combinação de um tempo curto (o filme dura em média 1 hora e meia) e lindos efeitos visuais e sonoros com sequências de ação não deixa com que a história fique chata. 
A história é sobre dois astronautas que estão no espaço fazendo manutenção no equipamento, até que são atingidos por uma chuva de meteoros e acabam sozinhos e sem comunicação e têm que tentar voltar pra casa. E com isso ele tratará sobre a solidão humana e como ela é trabalhada.

A atuação de Sandra Bullock está muito boa, contando que ela consegue levar quase o filme todo sozinha, mas o que realmente me chamou atenção foi a parte técnica do filme, a fotografia está linda, a trilha sonora é encantadora (considerando que ela tem que representar o silêncio já que o som não se propaga no espaço) e as cenas em gravidade 0 (quase o filme todo) estão espetaculares. 
Este não é o melhor filme que já assisti, mas a produção é linda.


0 comentários:

Postar um comentário