21 de maio de 2014

[Livro] Desde o Primeiro Instante – Mhairi McFarlane


Livro: Desde o Primeiro Instante
Titulo Original: You had me at hello
Autor: Mhairi McFarlane
Editora: Novo Conceito
Ano: 2014
Avaliação: 2,5/5
Sinopse:Rachel acabou de romper um noivado e está decidindo o que vai fazer da vida. Quando ela se encontra casualmente com Ben, um amigo dos tempos da faculdade, seu coração balança. Na época não rolou, mas agora ele parece tão mais interessante... O problema é que Ben está casado, “fora do mercado”, como se costuma dizer. Ok, hora de partir para outra. Rachel não é nenhuma mocinha ingênua, dessas que se deixam levar pela emoção. O fato de Ben ser lindo, educado, engraçado, nobre e fiel não é suficiente para tirar Rachel do seu eixo. Claro que não. Na verdade, ele é O Companheiro Perfeito. Pena que seja tão fiel! Apaixonar-se pelo melhor amigo é o sentimento mais gostoso do mundo, mas também é assustador. (Fonte: Skoob)

Comentários: 
Estava em uma fase meio tumultuada de trabalhos então queria uma leitura mais leve e descompromissada, com isso escolhi Desde o Primeiro Instante, mesmo não tendo o hábito de ler Chick-lit achei que seria um bom livro pra relaxar, só que não foi bem assim. 
A premissa é de uma mulher, Rachel, ela já chegou aos trinta, possui um emprego que a agrada mas não é tudo o que ela sempre quis, é jornalista de tribunal, está noiva, em suma possui uma vida normal. Porém nas vésperas de seu casamento percebe que talvez seu relacionamento com Rhys não deva seguir esse rumo (sabe aquele tipo de casar por comodismo? No estilo “Ah, já que estamos há tanto tempo juntos, acho que podemos nos casar”.) então mesmo depois de 13 anos relacionamento ela decide terminar tudo e com isso sua vida vira uma confusão, já que no meio desse turbilhão de mudanças ela reencontra Ben, um amigo da faculdade que ela não via há 10 anos, e isso desperta algo nela, mas ela terá que lidar com um grande porém, ele está casado agora. 
A narrativa, assim como a vida de Rachel, é mediana (talvez por ser o primeiro livro da autora), ela apresenta algumas reviravoltas mas a história segue seu curso e em alguns momentos é nítido ver para que rumo tudo irá seguir, já que muitos aspectos seguem os clichês do estilo. Ela termina o noivado, não está triste com o trabalho mas também não é uma mulher realizada com ele, encontra alguém do passado, fica um tanto quanto obcecada por ele, vê uma chance de melhorar no trabalho, começa a tentar se adaptar a essa nova vida de solteira e com isso a história vai seguindo. Mas não vi nada de diferente do que já conheci em outros lugares. A autora usa de flashbacks para explicar acontecimentos então enquanto você acompanha o desenrolar da vida de Rachel aos 31 anos também é apresentado ao início de todos os acontecimentos na faculdade e como as coisas chegaram ao ponto apresentado. O que me incomodou é que com essa escolha boa parte do livro se passa sem ficar clara a fixação de Rachel por Ben, ela insiste em falar que eles são apenas amigos, mesmo em suas cenas de descrição de pensamentos, mas ela não consegue se distanciar dele, ai o leitor fica “Ok, depois de 10 anos ela fica correndo atrás do cara porquê??” e em algum momento você tem certeza que algo aconteceu mesmo que a autora negue isso por 90% do livro. 
Os personagens tem uma construção não muito igualitária, sabemos muito, muito mesmo, da Rachel, porém dos outros personagens nada é muito aprofundado, nem mesmo de Ben. Uma questão que não me agradou foi a insistência das pessoas para que Rachel não fique sozinha, não que isso não seja real, por que é, mas por em quase momento nenhum ela consegue se sentir segura consigo mesma e ninguém na história faz esse contra ponto também. Na verdade o livro é repleto de mulheres inseguras.
Até esse momento o livro estava mediano, mas o que realmente me incomodou, atrapalhou e irritou foi o trabalho editorial de revisão e tradução. Vocês sabem que não costumo abordar esses aspectos nas resenhas, erros ocorrem, porém se eles não impedem meu fluxo de leitura eu não levo em conta na hora de avaliar, mas neste livro simplesmente não deu, eram falhas de tradução que deixavam o texto confuso e não fluído, foram muitas falhas de revisão ao ponto de incomodar mesmo, erros de digitação, travessão, troca de falas, enfim esse livro, como qualquer outro, merecia um tratamento melhor. 

0 comentários:

Postar um comentário