11 de novembro de 2014

[Livro] Entre o agora e o nunca – J. A. Redmerski


Livro: Entre o agora e o nunca
Titulo Original: The edge of never
Autor: J. A. Redmerski
Editora: Suma de Letras
Ano: 2013
Avaliação: 3/5
Sinopse:Camryn Bennett é uma jovem de 20 anos que desistiu do amor desde que Ian, seu namorado, morreu num acidente de carro há um ano. Sua melhor amiga, Natalie, é a única capaz de animá-la. Mas a relação entre as duas fica abalada quando o namorado de Nat revela à Camryn que está apaixonado por ela. Perdida, sem saber o que fazer, Camryn vai para rodoviária e pega o primeiro ônibus interestadual, sem se importar com o destino.
Com uma carteira, um celular e uma pequena bolsa com alguns itens indispensáveis, Camryn embarca para Idaho. Mas o que ela não esperava era conhecer Andrew Parrish, um jovem sedutor e misterioso, a caminho para visitar o pai, que está morrendo de câncer. Andrew se aproxima da companheira de viagem, primeiro para protegê-la, mas logo uma conexão irresistível se forma entre os dois.
Camryn tenta lutar contra o sentimento, já que jurou nunca mais se apaixonar desde a morte de Ian. Andrew também tenta resistir, motivado pelos próprios segredos. Narrado em capítulos que alternam as vozes de Andrew e Camryn, Entre O Agora e O Nunca é uma história de amor e sexo, na qual os personagens testam seus limites, exploram seus desejos e buscam o caminho que os levará à felicidade.

Comentários:  
Entre o Agora e o Nunca é mais um livro de uma classificação de gênero conhecida como New Adult, um estilo que traz personagens um pouco mais velhos do que os YA (os personagens possuem entre 19 e 20 e tantos anos) com alguns dramas mais complicados e, em alguns casos, há uma exploração da sexualidade dos personagens. 
Este livro possui todos os elementos citados anteriormente, personagens mais velhos, alguns dramas mais complexos e o uso da sexualidade do casal. 
Tudo começa com Camryn, uma jovem de 20 anos que está com um pequeno caos em sua vida, seu grande amor morreu em um acidente de carro, os pais se divorciaram após uma traição do pai, o irmão é preso por matar alguém ao dirigir embriagado, o último namorado que ela teve a traiu e o namorado de sua melhor amiga está interessado nela, resumindo: só desgraça, mas ela ainda sente um vazio em si, não sabendo quem é ou o que quer, apenas que não quer a vida que está levando. Um dia um rompante a leva a pegar uma mala e decidir ir para a estrada sem um rumo certo apesar com o desejo de se libertar e nessa viagem ela acaba conhecendo Andrew, um jovem de 25 anos que também está tentando lidar com seus próprios problemas. Eles iniciam uma viajem juntos sem um destino muito fixo apenas tentando viver o momento e se libertarem de suas amarras e seus medos. 
A autora conseguiu construir bem os personagens, logo no início é possível ver a confusão e o estado de Camryn, com toda a confusão que está sua vida é possível entender o porquê ela decide ir viajar sem rumo, com Andrew também podemos conhecer bem seus problemas e entender sua situação, além de que J.A. Redmerski usou um artifício muito bom para poder fazer com que o leitor possa ter uma visão melhor dos personagens: a narrativa possui capítulos narrados por Camryn e outros narrados por Andrew e com isso temos uma boa visão do relacionamento dos dois enquanto viajam pelas estradas dos EUA. 
Sua narrativa é simples, tendo uma boa medida entre os diálogos e o fluxo de pensamentos dos personagens, e bem voltada para o relacionamento deles e seus dramas, não gostei muito da parte da sexualidade, acho que poderia ser algo mais gradual, tudo acontece rápido e às vezes sem muito contexto. 
Outro ponto que não me agradou muito foi a reação das pessoas à decisão de Camryn, eu entendo o que levou ela a largar tudo de uma hora para outra, mas não entendo seus pais acharem isso normal ou demorarem tanto para descobrir, não ficou verossímil para mim. E por fim outra questão que não me agradou muito foi o final, mas não posso comentar para não dar spoiler, porém não gostei do final escolhido. 

0 comentários:

Postar um comentário