24 de março de 2015

Livros e escola


O site BuzzFeed divulgou o resultado de uma enquete que sobre livros contemporâneos que as pessoas achavam que deviam ser adotados nas escolas. Com uma lista de 26 títulos, alguns nomes conhecidos foram citados como A Menina que Roubava Livros, Quem é você Alaska, As Vantagens de ser Invisível, entre outros. 

O que mais me atraiu nessa lista não foram nem tanto os títulos apontados mas sim a necessidade de ter um plano educacional diferente em relação a literatura em sala de aula. Eu sempre tive uma boa experiência com os livros, tendo um pai leitor que me incentivava, não foi um choque tão grande ao me deparar com os clássicos trazidos por meus professores um tempo depois, mas entendo aquelas pessoas que se assustam logo depois de ler um Machado de Assis ou um Graciliano Ramos e desistem ou criam certa aversão a leitura depois dessas experiências. Não acho que o fator da obrigatoriedade seja o único causador do afastamento literário, ele apenas acentua a dificuldade dos jovens em lidar com livros mais complexos ou de linguagem mais elaborada. 


Tenho em minha opinião que o primeiro contato de uma criança/jovem com um livro tem que ser algo mais palpável, que dialogue melhor com eles e que os introduza de modo mais natural no hábito de ler, que traga uma linguagem, um personagem ou cenário com que eles possam se identificar. E com isso, após já estarem confortáveis com os livros, a experiência de leituras mais complexas ou mais densas não assustará ou amedrontará, e na verdade se tornará um próximo passo natural. 

Não concordo com todos os livros da lista feita pelo site, mas acho que em sua grande maioria esses livros poderiam ser adotados trazendo experiências literárias gratificantes para os alunos. 

Os livros citados no site são: 

1. A menina que roubava livros, de Markus Zusak


2. Quem é você Alasca?,  de John Green


3. O caçador de pipas, de Khaled Hosseini


4. Eu sou Malala, de Christina Lamb e Malala Yousafzai


5. As vantagens de ser invisível, de Stephen Chbosky


6. O conto da Aia, de Margaret Atwood


7. Os treze porquês, de Jay Asher


8. O castelo de vidro, de Jeannette Walls


9. O filho de Deus vai à guerra, de John Irving


10. A bíblia envenenada, de Barbara Kingsolver


11. Does My Head Look Big in This?, de Randa Abdel-Fattah (ainda sem tradução) 


12. O estranho caso do cachorro morto, de Mark Haddon


13. Feios, de Scott Westerfeld


14. A fantástica vida breve de Oscar Wao, de Junot Díaz


15. Meio sol amarelo, de Chimamanda Ngozi Adichie


16. Fale!, de Laurie Halse Anderson


17. Oryx e Crake, de Margaret Atwood


18. Extremamente alto & incrivelmente perto, de Jonathan Safran Foer


19. A poderosa chefona, de Tina Fey


20. O segredo de Jasper Jones, de Craig Silvey


21. Jogos Vorazes, de Suzanne Collins


22. A vida secreta das abelhas, de Sue Monk Kidd


23. Água para elefantes, de Sara Gruen


24. Eleanor & Park, de Rainbow Rowell


25. She’s Come Undone, de Wally Lamb (ainda sem tradução) 


26. Harry Potter, de J.K. Rowling




Veja o post original aqui

0 comentários:

Postar um comentário