6 de maio de 2015

[Filme] Vingadores: Era de Ultron


Sinopse: 
Tentanto proteger o planeta de ameaças como as vistas no primeiro Os Vingadores, Tony Stark busca construir um sistema de inteligência artifical que cuidaria da paz mundial. O projeto acaba dando errado e gera o nascimento do Ultron (voz de James Spader). Capitão América (Chris Evans), Homem de Ferro (Robert Downey Jr.), Thor (Chris Hemsworth), Hulk (Mark Ruffalo), Viúva Negra (Scarlett Johansson) e Gavião Arqueiro (Jeremy Renner) terão que se unir para mais uma vez salvar o dia. (Fonte: AdoroCinema)

Comentários:
Simplesmente fico aqui olhando para a página pensando o que comentar sobre Vingadores – A era de Ultron, um filme que esperei por tanto tempo, e que em sua enorme escala correspondeu às minhas expectativas e me deixou empolgada e eufórica ao sair da sala do cinema. 



Toda a minha ansiedade está fundamentada no trabalho que a Marvel faz na construção desse universo, trabalhando seus elementos aos poucos, juntando peças para fechar com filmes grandiosos. Apesar de A Era de Ultron ter uma trama própria, que não havia sido abordada antes, vários dos seus elementos vieram de longas anteriores além das pequenas dicas e fragmentos que esse filme apresentou para os próximos lançamentos, é literamente um universo que se integra e se une. 

Muitos temas são tratados em A era de Ultron, logo de princípio eles retomam o gancho deixado no último filme do Capitão América e aparecem em uma busca pelo cetro do Loki, acabando por conhecer os já então mencionados irmãos Maximoff, que aqui foram retratados como humanos modificados pela Hidra. 


Outra questão é a inteligência artificial, quando Tony Stark, em sua ânsia e tentando aplacar seus medos acaba tentando criar uma inteligência artificial suprema que irá proteger a terra, isso acaba dando incrivelmente errado e é assim que nasce Ultron, uma inteligência artificial que entende que para proteger a terra é preciso destruí-la. Agora, na luta contra esse ser os acontecimentos tomam uma escala maior, global e eles mais uma vez têm que enfrentar não apenas um inimigo, mas questões sobre eles mesmos. 


Gostaria de poder comentar aqui tudo o que gostei nesse filme, mas ficaria um post muito maior do que esse já está, porém há aspectos que não posso deixar de tratar, o primeiro é a interação dos personagens como uma equipe, agora já consolidados no status de time eles possuem uma interação melhor, tanto nas cenas de ação em que podemos vê-los trabalhando juntos (cenas muito boas do Thor com o Capitão América, da Viúva Negra com o Hulk, entre outras) como quanto em cenas mais introspectivas, deles como indivíduos, mostrando seu lado humano (como a do Gavião-Arqueiro com a Viúva Negra, do Banner com a Viúva Negra e do Stark com o Banner). Porém esse também foi um bom filme para poder trabalhar mais com os personagens individualmente, e com isso foi possível trabalhar alguns que não tinham muito espaço (nesse longa o Gavião Arqueiro ganhou um bom peso pra trama) como puderam aprofundar mais outros personagens (como o que foi feito com a Viúva Negra, que  além de ter uma pequena parte de seu passado revelado, também pode ser melhor trabalhada, mostrando outras de suas facetas, além disso Thor também teve um papel de destaque, sendo ele o que possui o conhecimento sobre as Joias do Infinito, importante para essa trama e mais ainda para o próximo filme dos Vingadores). Ainda  no aspecto personagem fiquei muito feliz com a aparição de alguns que integraram filmes anteriores, como o Falcão e o Máquina de Combate, por mais que a aparição deles pareça pequena elas guardam uma boa surpresa no final. Outro bom ponto foram os personagens novos que deram todo um diferencial, como os irmãos Maximoff e o Visão (sua aparição é um dos melhores momentos do filme).


Outro ponto positivo, mas que provavelmente atingiu mais aqueles que já conhecem um pouco das histórias em quadrinhos, porém que não deixaram de cumprir seu propósito, foram as pequenas menções e sugestões que poderão ser usadas futuramente em outros filmes, como o uso de Wakanda, que remete ao herói Pantera Negra (que já possui um filme solo programado), além de menções que podem remeter ao próximo filme do Thor, sem contar as menções a Joias do Infinito. 



Mas o filme não foi de todo perfeito, e aqui vou comentar a parte que não me agradou muito, se tomarmos como base o primeiro filme da equipe é possível perceber o trabalho em uma crescente, as cenas de ação e interação foram evoluindo gradativamente até estourarem em uma escala maior no final durante a Batalha de Nova Iorque. Porém esse recurso não foi utilizado nesse filme, a primeira cena já é uma luta com toda a equipe em uma escala razoavelmente grande, e a partir daí temos lutas maiores, cenas de intensidade, não deixando que o expectador tome um fôlego e não permitindo que a expectativa vá crescendo, é uma batida atrás da outra, e com isso foi perdido o grande impacto que deveria ter a luta final. 


Eu poderia falar muito mais sobre esse filme, adoro essa onda de adaptações de quadrinhos e, com certeza, hoje, Os Vingadores está no ápice do que temos com esse tipo de trabalho. Com certeza é um filme que vale a pena ser visto (e no meu caso revisto), sua escala global da trama, as questões apresentadas e os personagens compõem um arco que só tende a crescer. E se não deu pra perceber, só para deixar claro, eu amei esse filme.



Série Os Vingadores

Filme 2 – Os Vingadores: Era de Ultron



Título original: The Avengers: Age of UltronDuração: 141 min.Direção: Joss WhedonRoteiro: Joss WhedonElenco: Chris Evans, Robert Downey Jr., Mark Ruffalo, Chris Hemsworth, Samuel L. Jackson, Scarlett Johansson, Jeremy Renner, Aaron Taylor-JohnsonDistribuidora: Walt DisneyAno: 2015Avaliação: 4,5/5





1 comentários:

  1. Dani,
    Concordo com absolutamente tudo o que você comentou. Apesar de algumas coisas, o filme me agradou no geral. Me diverti muito e fiquei animada com as referências que podem ser trabalhadas no futuro! O melhor para mim foi a chance do Paul Bettany de finalmente aparecer nas telas, já que ele estava "preso" na voz do Jarvis!! Eu adoro esse ator e torcia muito para ele ganhar uma vaguinha!! rs... Uma das coisas que eu curto muito é que sempre tem uma cena engraçada!! rs...
    Uma coisa que eu não curti foi terem tratado os irmãos Maximoff como modificados e não como mutantes. Tudo bem não fazer referência aos mutantes, mas poderiam apenas dizer que eles tinham poderes especiais!! Aquele troço relacionado ao Mercúrio no final não fez sentido algum também! Foi desnecessário!!! Engraçado é que nessa semana assisti o X-Men - Dias do Futuro Esquecido e quem está lá desviando de balas?? kkkkkk
    Beijos
    Camis - Blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir