14 de julho de 2015

[Série] Demolidor – Primeira Temporada


Por livre e espontânea vontade eu já iria ver Demolidor, série produzida pelo Netflix, mas depois das várias indicações e comentários mega empolgados, eu estava cheia de expectativa e empolgação e fui surpreendida a cada episódio, e hoje entro no coro: Demolidor é muito bom. 

Essa série irá mostrar a origem e o início da trajetória desse vigilante, que após um acidente quando era criança acaba perdendo a visão, mas em contraponto tem seus outros sentidos aguçados a níveis além do possível e com isso ele se torna ágil e consegue lutar contra seus inimigos e por seu objetivo, livrar Hell´s Kitchen de tudo o que tem de ruim. 


Poderia ficar aqui dizendo vários aspectos que eu amei nessa série, mas vou tentar me manter focada naqueles que acho que foram a base para torná-la tão boa. 

A primeira é a trama, tendo como base a já conhecida história do Demolidor (personagem originalmente apresentado em HQs da Marvel) os roteiristas conseguiram usar muito bem todos os aspectos que envolvem esse personagem, sua deficiência, seus sentidos aguçados, sua relação com seus amigos, sua diversidade com seus antagonistas e até o aspecto religioso do personagem, que não poderia ser deixado de fora, já que é o contraponto da personalidade complexa de Matt Murdock. A série vai trazer o início de suas atividades como vigilante, e consequentemente todos os confrontos morais pela qual o personagem passa, afinal até onde ele pode chegar e ainda estar do lado certo da história? 

Outro ponto que com certeza engrandeceu a série foram seus personagens, não apenas Matt Murdock foi muito bem trabalhado como todos a sua volta, em apenas treze episódios é possível conhecer a personalidade de vários outros personagens, como seu melhor amigo Fogg, Karen Page, e até o padre que acompanha os momentos de reflexão do demolidor. Aqui nos personagens quero fazer uma observação especial a outro personagem que me chamou especial atenção – e merecida – que é o vilão de toda a trama, o Rei do Crime Wilson Fisk, a construção desse personagem foi uma das melhores pérolas da série, como ele acabou se tornando o grande organizador de várias redes criminosas e mesmo assim tão humano que no fim acabei quase torcendo pelos dois. 


Ainda tratando desse aspecto os atores trabalham com total competência, adorei a escolha de Charlie Cox para o Demolidor e mais ainda Vincent D'Onofrio como Rei do Crime, como já comentei antes aqui no blog, adoro o trabalho desse ator, e essa série só reforçou a admiração que sinto por ele. 

E para fechar esse discurso de exaltação o último aspecto que quero tratar é a coragem dos produtores, em vários aspectos, o primeiro é no herói mais real, ele se machuca, sangra, não fica bom instantaneamente, é realmente mais crível. O segundo é o vilão totalmente humano, eles têm motivações (que trazem um paralelo bem interessante com as motivações de Matt) para seus atos, e na verdade foi apenas uma escolha que levou o Rei do Crime para um caminho e o Demolidor para outro. E por último é a coragem em relação a decisão sobre personagens e sequências, relações, mortes e desfechos que surpreendem a cada episódio. 


Depois de tudo isso só posso dizer que essa série está agora na minha lista de melhores adaptações de histórias em quadrinhos e que para aqueles que gostam do estilo vale muito a pena ser vista. 





Título Original: Marvel's Daredevil
Temporada: Primeira
Ano: 2015
Criador: Drew Goddard
Emissora: Netflix
Episódios: 13
Avaliação: 5/5

5 comentários:

  1. e na próxima temporada teremos a Electra!!!! <3

    ResponderExcluir
  2. e na próxima temporada teremos a Electra!!!! <3

    ResponderExcluir
  3. Oi, Dani.
    Mais uma série para a lista de quem-sabe-um-dia!
    Preciso sentar e ver tudo de uma vez só...
    Mas antes preciso me atualizar com Outlander!! rs...
    Beijos
    Camis - Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh Camis, essa é uma que vale a pena, e é curtinha rs. Quando tiver um tempo assiste sim :) Bjss

      Excluir