3 de fevereiro de 2016

[Maratona Oscar 2016] Ponte dos espiões


Sinopse: 
Em plena Guerra Fria, o advogado especializado em seguros James Donovan (Tom Hanks) aceita uma tarefa muito diferente do seu trabalho habitual: defender Rudolf Abel (Mark Rylance), um espião soviético capturado pelos americanos. Mesmo sem ter experiência nesta área legal, Donovan torna-se uma peça central das negociações entre os Estados Unidos e a União Soviética ao ser enviado a Berlim para negociar a troca de Abel por um prisioneiro americano, capturado pelos inimigos. (Fonte: AdoroCinema)

Comentários:
Ponte dos espiões foi mais um filme com fundo real que assisti nessa maratona (o primeiro foi o A grande aposta), e quando li a sinopse do filme fiquei muito interessada. No começo me empolguei, depois fui perdendo o ritmo, mas no fim a história engrena e prende a sua atenção, afinal o tema central já é tenso por si, uma negociação de troca de espiões em plena Guerra Fria. 


O filme vai trazer a história de James Donovan, um advogado de seguros que em plena Guerra Fria é chamado para fazer a defesa de Rudolf Abel, espião russo que foi detido nos EUA, nesse processo Donovan acabará em um confronto entre o seu serviço como advogado e o que consideram o seu dever com o país durante e guerra. 

Esse era um dos filmes que eu esperava bastante, tanto pela história quanto pelos atores e o próprio Steven Spielberg como diretor, e o filme me agradou mas de um jeito diferente do que imaginei. Eu pensei em uma produção grandiosa e com um peso dramático grande, mas foi no outro oposto que o filme se consolidou. Com uma história mais simples, com um foco único e um peso mais silencioso o filme traz várias questões a tona. 


Um dos pontos que mais gostei foi o limite dos deveres, ou o que é correto fazer para cumprir seu serviço, afinal como advogado Donovan tem deveres para com Abel, porém é também um cidadão americano que não quer que a guerra chegue ao seu lar e essa interação é bem trabalhada, além de se pensar que na verdade os dois polos da luta usam das mesmas “armas” e artifícios para espionar um ao outro e nesse ponto não há certos e errados. 

Gostei bastante de Tom Hanks nesse filme, apesar de ele não ter mostrado algo novo de sua atuação ele trouxe bem a vida e os dilemas de Donovan e adorei Mark Rylance em seu papel de misterioso, calmo e contido espião russo. 


Um filme para mostrar mais um dos lados da Guerra Fria e apresentar não apenas o heroísmo americano mas a humanidade daqueles que participam do embate, não há grandes cenas de ação, mas muitas cenas marcantes que irão representar as sensações do filme.


Título original: Bridge of Spies
Duração: 132 min.
Direção: Steven Spielberg
Roteiro: Matt Charman, Joel Coen e Ethan Coen
Elenco: Tom Hanks, Mark Rylance, Scott Shepherd, Sebastian Koch etc
Distribuidora: Fox Filmes
Ano: 2015
Avaliação: 4/5

2 comentários:

  1. Oi, Dani.
    Não sei se tenho vontade de ver o filme, mas fiquei pensando sobre o que você disse do Tom Hanks... Acho que ele já fez papéis tão incríveis e é sempre tão bom, que a gente meio que não dá mais tanto valor... Não sei se você já percebeu isso... Infelizmente ele é tão bom ator que atingiu um padrão máximo e agora parece sempre o mesmo! rs...
    Que pena, né?!
    beijos
    Camis - Leitora Compulsiva
    www.leitoracompulsiva.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camis, então, mas acho que ele poderia tentar papéis e pontos de vista diferentes, mas ele realmente é muito bom no que faz. Bjsss

      Excluir