30 de março de 2011

Binno OXZ e o Clã de Prata - Fábio Henckel

Livro: Binno OXZ e o Clã de Prata
Autor: Fábio Henckel
Editora: Novo Século
Ano: 2008

Sinopse:
O caos ecológico complicou a vida de todo mundo. Calotas polares derreteram e a humanidade se viu embaixo d'água. A humanidade se uniu. Cidades submersas foram construídas. Todos se uniram em uma Aliança e assim se restabeleceu a paz, o cinema com pipoca e os esportes radicais.
Binno OXZ é um garoto que vive em um internato para clones (!!!) e segue sua rotina cansativa cumprindo tarefas sem-sentido. Na esperança de viver algo especial, usa suas habilidades incomuns com computadores e cria um software de inteligência artificial (I.A.) para burlar o sistema de um jogo. Acontece que este software foge do controle de Binno e passa a colaborar com os planos de um rebelde que se auto-proclama Imperador.
Acusado de ser comparsa do grande traidor, Binno recebe uma chance para demonstrar suas boas intenções para com a Aliança. O juiz determina que Binno deverá se classificar para a Universidade Maior através da prova mais disputada do universo: a Prova Maior.
Mas Binno sabe que a Prova Maior é apenas um dos desafios que terá pela frente. Enquanto a Aliança luta para neutralizar as ofensivas do exército rebelde, Binno terá que enfrentar seu I.A. e provar à criatura que ela não mais forte que o criador.

Comentários:
Em “Binno OXZ e o clã de prata” a história é ambientada em uma realidade pós apocalíptica. O protagonista da história, Binno OXZ, vivia em uma cidade chamada Uttopy, lugar que se acreditava ser o último que possuía vida em todo o planeta que foi totalmente modificado. E nessa nova realidade tudo, ou quase tudo, é controlado por programas de Inteligência Artificial. Ele mora no Internato de Educação Técnica que é controlado por um IA chamado de Big Mãe e seu único momento de alivio é a internet onde por causa de um jogo ele teve que criar seu próprio softwear IA e por isso várias aventuras vão acontecer com Binno. OXZ começa a ser procurado, ou melhor, caçado por pessoas que nunca viu antes e com isso é levado por Orion para um lugar que era considerado um grande mito para Binno, a cidade original onde será julgado por um crime que nem sabe se cometeu. Para provar sua inocência o garoto terá que passar por uma prova
A narrativa é em 3° pessoa, porém esta focada em Binno. Os personagens são muito bem construídos, eles possuem coerência e são fortes, além de Binno nos vemos presos nas personalidades de Orion, o gigante e corajoso, a irreverente Kira entre tantos outros que marcam a história. A ambientação é totalmente diferente do conhecido, com os desastres que aconteceram a terra o um mundo ficou quase todo coberto pelas águas e a história mostra de forma muito criativa como todo o planeta se adaptou a essa nova realidade. Com uma escrita leve, simples e cativante Fábio desenvolve várias situações, desde momentos tensos que fazem com que você queira devorar as páginas até situações que provocam o riso. Adorei esse livro, é daqueles que quando se começa a ler não consegue parar. Espero muito que a continuação seja lançada.

“Mas era fácil fugir dos olhos da velha senhora redonda. Pelo menos muito mais fácil do que enganar um infeliz IA com personalidade de tia desquitada com TPM eterna.” Pg 29

“Mas ninguém mais pensava na tal explosão, pois todo mundo vivia bem e adorava Utoppy. Todo mundo, menos Binno” pg 34

27 de março de 2011

Dica - A Besta dos mil anos

Gente, hoje mostro mais uma dica de livro nacional "A Besta dos mil anos" de Ilmar Penna Marinho Júnior lançado pela editora Novo Século. Fiquei bem interessada com a história que vocês podem conferir aqui:


A Besta dos mil anos
Uma das sete peças que faltam para completar a Tapeçaria do Apocalipse, elaborada no século XIV e exposta no Castelo de Angers, na França, a de número 75, que traz a Besta aprisionada por mil anos, tem seu paradeiro afinal descoberto no Brasil, mais provalvelmente numa favela do Rio de Janeiro.
Um jovem pesquisador alsaciano e arqueiro é designado para resgatá-la. Para tanto, contará com a ajuda de uma jovem e destemida repórter brasileira. A missão não será nada fácil. Ao contrário do governo francês, que ambiciona exibir a conquista ao público, uma poderosa seita satânica do mesmo país também tem interesse na volta da relíquia, no caso, para glorificar o altar de sua sede. Tais interesses entram em conflito com a ambição de um certo contador, apaixonado por um astróloga, que se torna milionário e almeja decorar com a obra a mansão que fora de seu pai e a transforma num misterioso templo. O imóvel foi recomprado graças ao seu enriquecimento ilícito, já que está envolvido até o pescoço com narcotraficantes. É ajudado por uma velha raposa economista, mentor nas artimanhas de lavagem de dinheiro e do suborno.
Esta “corrida do ouro” ou queda de braço pela conquista da cena 75 serve de mote para Ilmar Penna Marinho Jr. elaborar seu primeiro thriller, com trechos recheados de ação e reviravoltas nos destinos dos personagens, compondo assim um painel do mundo contemporâneo – para não dizer globalizado - e suas mazelas como corrupção, terrorismo e tráfico de drogas e de armas.


Para saber mais acesse o site do livro

8 de março de 2011

Resultado do sorteio ID

Primeiro queria agradecer a todos que participaram e a editora ID por ceder a camiseta e os marcadores, agora vamos ao resultado:



Parabens @luseas , você ganhou o sorteio. Entre em contato pelo email olhosderessaca25@hotmail.com em até 5 dias senão será realizado outro sorteio.

6 de março de 2011

Novos na Estante # 1

Essa nova coluna é inspirada no meme criado pela Kristi, do The Story Siren, onde vou contar o que chegou para mim, não vou garantir nenhuma periodicidade, mas vou mostrar tudo o que chegar por aqui.

Esses livros foram os que chegaram nos meses de Janeiro e Fevereiro.


Livro A Fome de Íbus – O livro do Dentes-de-Sabre – Albarus Andreos (cortesia para resenha)







Recebi o Kit Beijada por um Anjo (Elizabeth Chandler) de um sorteio que ganhei no blog Toalete Feminino







Livro Jogos Vorazes - Suzanne Collins que ganhei em uma promoção no Orkut da editora Rocco (eu já tenho esse livro então se alguém estiver interessado em trocar e só deixar um recado aqui ou no skoob )






Livro Fúria Lupina – Alfer Medeiros (cortesia para resenha)








Kit do livro Morte e vida de Charlie St. Cloud – Ben Sherwood (cortesia para resenha)







Kit de
marcadores da editora ID (um kit para mim outro para sorteio que irá até o dia 07/03, participe aqui)









Foi tudo o que recebi nesses últimos dias estou muito empolgada com todos os livros, então muitas resenhas virão em breve.

2 de março de 2011

A Essência do Dragão - Andrés Carreiro

Livro: A essência do dragão: Ressurreição
Autor: Andrés Carreiro
Editora: Novo Século
Ano: 2010

Sinopse:
E se o ser humano não é a única espécie inteligente nascida no planeta Terra? E se esta forma de vida inteligente evoluiu de tal maneira que sua tecnologia possibilitou desbravar o Universo? Por que não deixaram nenhum vestígio de sua existência no planeta? Ficção científica? Fantasia? Aventura? Tire suas próprias conclusões e envolva-se nesta história! Conheça os Li-Seugs, Andy Carter e descubra qual é a missão de Tlüogodärami. Veja os dragões como nunca foram retratados antes. Leia em A Essência do Dragão: Ressurreição


Comentários:
No livro A essência do Dragão o autor Andrés Carreiro narra uma nova teoria em que os dragões foram a primeira civilização organizada do planeta Terra e conta a trajetória desses seres e o mais importante: que eles ainda existem.
O livro começa contando sobre a vida de um grupo de humanos, os Li-Seug, um clã de comerciantes, que viviam há três mil anos em que se destacavam os integrantes: Shoi, o líder, sua irmã Zhi, e os companheiros Goo e Ji.
Após esse clã ter um encontro inesperado com o dragão Tlüogodärami suas vidas mudaram e se ligaram para sempre.
Andrés nos conta a história dessa civilização de dragões que teve um passado de desunião e tragédias e o futuro marcado por união e total evolução tecnológica, porém em um certo momento a paz dessa espécie e totalmente abalada e os dragões tiveram que repensar os seus valores e estilos de vida.
A narrativa do livro não é linear, intercalando assim o presente da humanidade, o passado do clã Li-Seug a história dos dragões e um futuro com algumas surpresas, porém algumas vezes há descrições bem minuciosas e parágrafos extensos que tornaram a narrativa não muito fluida e, na minha opinião, isso quebrou um pouco o ritmo da leitura em alguns pontos.