27 de agosto de 2011

[Evento] Bienal do Livro no Rio 2011

Bienal do Rio 2011, um dos maiores eventos literários do ano será realizado do dia 1° até o dia 11 de setembro na Av. Salvador Allende, 6.555 - Barra da Tijuca, RJ.
EU NÃO VOU

Mas isso não quer dizer que não vou passar as informações. Nesse post vou divulgar os autores internacionais que vão comparecer a este evento :

Abraham Verghese: É autor de Minha terra, romance que já vendeu mais de um milhão de cópias nos EUA e narra trajetória de um casal de gêmeos unidos pela cabeça e separados imediatamente após o parto.

Alejandro Guillermo Roemmers: Vem à Bienal lançar O retorno do jovem príncipe (Objetiva/Fontanar), obra inspirada em O pequeno príncipe. O livro foi um best-seller em seu país de origem e está sendo publicado em mais de 15 países.

Alyson Noël: É autora dos seis volumes da série Os imortais e Radiante, primeiro livro da série Riley Bloom. Publicados em 37 línguas e 50 países, seus livros ultrapassaram a marca de seis milhões de exemplares vendidos nos Estados Unidos e 300 mil no Brasil.

Amitav Ghosh: É autor de livros premiados como Maré voraz e O palácio de espelho. Sua mais recente obra (primeira parte de uma trilogia), Mar de papoulas, foi muito elogiada pela crítica americana e acaba de ser lançada no Brasil pela Editora Objetiva/Alfaguara. Trata-se de um romance épico que se desenvolve em uma embarcação inglesa e tem como pano de fundo as guerras de ópio na China e no Extremo Oriente.

Anne Rice: A escritora americana publicou em 1976 o romance Entrevista com o vampiro, no qual rejuvenesceu e humanizou a figura clássica da criatura das trevas, se tornando referência para várias gerações de autores e leitores. Na Bienal, Anne Rice lançará o romance De amor e maldade, segundo volume da trilogia iniciada em novembro de 2010 com Tempo dos anjos.

Audrey Niffenegger: Em sua estreia, em 2003, com A mulher do viajante do tempo (Objetiva/Suma de Letras), a partir da história de um homem que sofre de uma mutação genética que o faz se deslocar no tempo, a autora trata das dificuldades de um relacionamento a dois. Seu segundo romance, Uma estranha simetria, foi lançado no Brasil este ano.

Deborah Harkness: Acaba de lançar A descoberta das bruxas (Rocco), romance que alcançou os primeiros lugares nas listas dos mais vendidos nos Estados Unidos e foi um dos títulos mais disputados na Feira de Frankfurt em 2009. O livro conta a história de uma mulher que abre um misterioso manuscrito que revela um mundo cheio de seres fantásticos.

Gonçalo M. Tavares: Nascido em 1970 em Luanda, na Angola, publicou seu primeiro livro em 2001. Desde então acumula dezenas de obras, entre ficção, poesia e teatro. Seu livro mais recente é Uma viagem à Índia (Leya Brasil).

Hilary Duff: Lançará na Bienal seu primeiro romance, Elixir (Editora iD).

Lauren Kate: Autora da série juvenil Fallen, que trata de um triângulo amoroso envolvendo a problemática Luce e os anjos Cam e Daniel. A continuação, Tormenta, confirmou o sucesso da saga, que terá o terceiro capítulo, Paixão, lançado pela própria Lauren Kate durante a Bienal.

Leonard Mlodinow: No best-seller O andar do bêbado (Zahar), Mlodinow usa seus conhecimentos em estatística e probabilidade para mostrar o papel do acaso em nosso dia a dia. Ele também lança, em coautoria com Stephen Hawking, O grande projeto (Nova Fronteira), que procura atualizar as respostas para as questões da ciência relacionadas à criação do universo e ajudar a compreender o mundo no qual nos encontramos.

Jean Marie Blas de Roblès: O escritor francês vem ao Brasil lançar Lá onde os tigres se sentem em casa (Record), vencedor do Prêmio Medicis, romance com narrativa ambientada na cidade Alcântara, no Maranhão.

Kim Edwards: Seu grande sucesso é O guardião de memórias (Sextante), adaptado para um longa-metragem em 2008. É autora também de Lago dos sonhos.

Lisa Sanders: Escreveu o premiado Todo paciente tem uma história para contar (Zahar), livro em que analisa uma série de casos clínicos e defende uma aproximação entre médico e paciente.

Marc Levy: É o autor francês mais lido do mundo na atualidade, o escritor lançará seu mais novo romance, Tudo aquilo que nunca foi dito (Objetiva), que fala da relação conturbada entre uma mulher e seu pai, que morre pouco antes da cerimônia de casamento da filha. Levy é autor de E se fosse verdade?,

Michael Connelly: Autor da série de livros protagonizados pelo detetive Harry Bosch, recebeu diversos prêmios por seu trabalho como jornalista e também por seus romances, entre eles Echo Park, tido pela imprensa como uma "obra-prima da literatura policial". Seu próximo lançamento é O espantalho, que sai em abril pela Suma de Letras/Objetiva.

Patricia Schultz: Atora do livro 1000 lugares para se conhecer antes de morrer (Sextante), escrito ao longo de sete anos.

Pepetela: Seu mais recente livro é O planalto e a estepe (Leya Brasil), romance ambientado na ex-União Soviética.

Robert L. Wolke: Químico e professor da Universidade de Pittsburgh, é autor dos dois volumes da série O que Einstein disse ao seu cozinheiro (Zahar), na qual explica de maneira simples e agradável diversos fenômenos cotidianos que ocorrem na cozinha.

Scott Turow: Considerado um mestre dos suspenses de tribunal, é autor de Acima de qualquer suspeita, romance de 1987 que ganhou os cinemas com Harrison Ford no papel principal. Ele lançará na Bienal O inocente (Record), continuação de seu maior sucesso.

Steven Carter: Escreveu mais de 20 livros sobre temas que abordam o universo masculino e feminino, como O que toda mulher inteligente deve saber, Homens gostam de mulheres inteligentes, Homens que não conseguem amar e Por que homens têm medo de compromissos?, publicados pela Sextante.

Susan Casey: Seu aclamado A onda (Zahar) investiga um dos fenômenos naturais mais impressionantes do mundo ao acompanhar surfistas radicais, cientistas de ponta e marinheiros pelos trechos mais temíveis do oceano em busca de ondas gigantes.

William P. Young: Autor de A cabana, best-seller que figura há cerca de três anos entre as primeiras colocações nas listas de mais vendidos e já vendeu mais de dez milhões de cópias somente nos Estados Unidos. No Brasil, onde foi lançado pela Sextante, já são mais de 2,5 milhões de exemplares comercializados.

Fonte: Site da Bienal, para mais informações acesse aqui

20 de agosto de 2011

Os Noturnos - Flávia Muniz

Livro: Os Noturnos
Autor: Flávia Muniz
Editora: Moderna
Ano: 2003

Sinopse:
André é um garoto de 13 anos que desde pequeno tem uma atração pelo sobrenatural. Possui um misterioso livro que fala sobre os vampiros e rituais mágicos. O parque próximo a sua casa é a moradia de um grupo de vampiros, cujo líder se chama Hiram. Hiram se apaixona por Ana Paula, irmã de André, e se vê às voltas com Luke, membro da gangue que se rebela contra as regras do grupo. André conhece Hiram, que lhe explica o porquê de todo o seu interesse pelos vampiros.

Comentários:
Os noturnos de Flavia Muniz é um livro leve...

Sim, sei que é contraditório esse adjetivo para uma história de vampiros, não pensem que o livro é meloso ou que os vampiros são apenas bons, nada disso, a história tem sentimentos profundos e vampiros maus, mas foi assim que me senti quando li o livro: leve.
A narrativa conta sobre André, um menino de 13 anos que adora filmes de terror e tem uma fascinação por elementos sobrenaturais principalmente vampiros e quando vê que talvez esteja muito mais próximo de seu mito do que imagina e após descobrir um livro estranho em uma biblioteca André tenta se aproximar dessas criaturas da noite.
De outro lado, temos o clã de vampiros que moram na cidade, liderados pelo sensato Hiram, um vampiro sábio, porém que tem muitos atritos com Luke, um vampiro rebelde e muito mau.
Após um incidente que ocorreu no parque perto da casa de André, ele tenta se comunicar com os vampiros e isso fará com que descubra coisas que nunca imaginou e acabará envolvendo sua irmã, Ana Paula, em uma história que ela nem imaginava.

Admito que estava com medo de ler duas histórias de vampiros seguidas, de algumas coisas entrarem em conflito, mas isso com certeza não aconteceu, o livro da Flavia Muniz tem um outro foco, um outro público,no começo disse que o livro é leve pois apesar de alguns acontecimento um pouco mais dramáticos a história é suave e não muito complexa, com um ritmo gostoso que faz com que a leitura flua de modo que nem percebemos, os personagens não possuem muita complexidade mas são encantadores.Mesmo não sendo um livro para adultos é bem enfatizado a sensualidade que cerca os personagens vampiros, além de suas forças sobrenaturais e seus poderes. Adorei o livro, assumo que esperava uma história mais adulta (não sei por que, mas esperava), porem não me decepcionei em nenhum minuto.

16 de agosto de 2011

Novidades

  • Hoje a Folha Teen publicou uma pequena reportagem que abordou os novos Best Sellers com os temas distópicos usando como exemplo os livros: Destino, Feios e a trilogia de Jogos Vorazes. Para ler toda a matéria clique aqui

  • O segundo livro da série Maze Runner, "Prova de Fogo" já esta em pré-venda (o lançamento de fato será na bienal) Veja a sinopse aqui

  • Divulgada a capa do livro “Além da vida”, quarto volume da série “Noite Eterna” de Claudia Gray. Veja a sinopse aqui

  • Divulgada a capa de “Ecos da morte” primeiro livro da trilogia “The Body Finder” de Kimberly Derting. Veja a sinopse aqui

15 de agosto de 2011

[Diário de Bordo] Fantasticon

Oi gente, essa é uma nova seção no blog em que vou contar um pouco sobre eventos ou lugares em que vou relacionados aos livros e não há jeito melhor de começar do que contando um pouco sobre:

Essa edição do Fantasticon ocorreu nos dias 12,13 e 14 de agosto e foi realmente um evento muito bom e demonstrou que a literatura fantástica esta ganhando cada vez mais espaço no mercado nacional.

O primeiro dia começou bem, com uma palestra sobre o fantástico em novelas, assumo que não sou muito noveleira mas achei a palestra bem interessante pois mostrou o fantástico em uma área em que é pouco explorado. O segundo dia foi bem agitado, antes de abrir a biblioteca já tinha um bom grupo de pessoas esperando para o evento e as palestras foram bem movimentadas e muito boas,não consegui assistir todas as palestras da programação mas adorei as que vi. A palestra sobre “como melhorar a sua criação literária” me deu uma outra visão sobre temas como o arquétipo de personagens (particularmente me interessei muito pelo assunto) e verossimilhança. Assim como a palestra que abordava o mercado editorial que fez com que eu entendesse mais sobre esse ramo. Peguei uma parte da palestra sobre a história na literatura fantástica e achei bem interessante a discussão de que mesmo a história sendo fantástica ela tem um embasamento histórico. E durante todo o dia enquanto ocorriam as palestras o papo fantástica foi realizado ao vivo e um grupo se exibia caracterizado como adeptos do Steampunk.


No domingo não consegui chegar cedo (Dia dos Pais), mas consegui assistir as palestras que queria. A palestra sobre Dostoievsk foi bem legal e fiquei interessada em conhecer mais sobre sua obra, logo depois foi a palestra uma das palestras mais aguardadas que reuniu em uma mesa-redonda André Vianco, Eduardo Spohr, Raphael Draccon e Luis Eduardo Matta que discutiram como foi o caminho que trilharam com seus livros. Logo após teve a apresentação da Republica dos Escritores seguida diretamente por uma vídeo- conferencia com James Mcsill, um consultor literário que explicou sobre como funciona o seu trabalho.

O Fantasticon me deixou muito feliz, primeiro por um motivo pessoal de passar o dia com pessoas que adoro e segundo por um motivo mais amplo: que em comparação com o ano passado o publico aumentou bem, em 2010 já tinha um publico bom, porem modesto, esse ano vi coisas que me deixaram muito contente, como uma fila para entrar no evento no sábado de manhã, salas de palestras lotadas, um publico muito maior que disputava espaço no corredor para conversar, uma parte do evento que vendia livros estava sempre lotada e uma boa quantidade de autores que estavam divulgando seu trabalho. E por falar em autores senti que uma boa parte das palestras foi voltada para quem escreve ou quer escrever um livro e demonstra que as pessoas estão mais abertas a literatura fantástica e começam a abrir seus olhos para os autores nacionais e por esses motivos fico muito satisfeita ao ver como o Fantasticon esta crescendo. Já estou esperando ansiosa o do ano que vem.

Fontes das fotos: Facebook da Revista Fantástica

11 de agosto de 2011

[Evento] Fantasticon – V Simpósio de literatura Fantástica

Oi gente, hoje trago como dica um evento anual que adoro. O Fantasticon – V Simpósio de literatura Fantástica.
A edição desse ano ocorrerá nos dias 12, 13 e 14 de agosto na biblioteca Viriato Correia, bem pertinho do metro Vila Mariana, a entrada é franca e este evento é um prato cheio para os amantes de literatura fantástica. Segue agora a programação;

PROGRAMAÇÃO

Dia 12/09 - Sexta – feira
19h às 21h - Abertura Oficial - Palestra: “O realismo fantástico nas novelas brasileiras” com Tiago Santiago, escritor de novelas premiado.


Dia 13/09 – sábado
11h às 13h – Oficina: “Como melhorar sua criação literária” com o editor Gianpaolo Celli
13h às 17h - (no Espaço Temático) - Painel Interativo: “Transforme-se em um Steampunk”
13h às 14h - Bate-papo: “O mercado editorial de literatura Fantástica no Brasil” Com Daniela Padilha, editora da DCL – Difusão Cultural do Livro. Fabiana Andrade, diretora editorial da Underworld, Gabriela Nascimento, editora da Gutenberg/Autêntica, Marcelo Amado, diretor editorial da Estronho e Mariana Rolier, editora executiva da Leya.
14h30 às 15h30 - Bate-papo: “As fronteiras da literatura fantástica”. Com Manuel da Costa Pinto, jornalista e crítico literário e Nelson de Oliveira, escritor e doutor em Letras.
15h30 às 16h30 - Palestra: “Literatura fantástica: A experiência mexinana” Com Miguel Ángel Fernádez, escritor, advogado e historiador mexicano
16h30 às 17h - (no Espaço Temático) Celebração: Projeto: “Selo brasileiro”. O grupo é formado pelos escritores: Allan Pitz, Ana Paula Bergamasco, Carolina Estrella, Darlan Soares, Carlos Eduardo Bonito, Fabian Balbinot, Fabio Guolo, Georgette Sillen, Liana Cupini, Marcio Sheibler, Marcos Bulzara e Marson Alquati.
17h às 18h - Palestra: “História, matéria-prima da literatura fantástica” Com Christopher Kastensmidt, escritor, Max Mallmann, roterista e escritor, Roberto de Sousa Causo, formado em Letras e escritor e Ana Cristina Rodrigues, historiadora, escritora, editora e tradutora.
18h30 às 19h30 - Palestra: “Sexo & Ficção Científica: Os relacionamentos entre humanos e alieníginas” Gerson Lodi-Ribeiro, escritor.

Dia 14 - Domingo
11h às 13h - Oficina: “O livro além da mídia – Literatura fantástica na era do livro digital” Com Ednei Procópio, editor, especialista em livros digitais.
13h às 17h - (no Espaço Temático) - Painel Interativo: “Transforme-se em um Steampunk”
13h às 14h - Palestra: “Palavras mágicas: fantasia ou realidade?”. Com GELF (Grupo de Estudos de Literatura Fantástica), coordenado pela escritora Rosana Rios.
14h às 14h30 - (no Espaço Temático) - Celebração: Fundação da “República dos escritores” O grupo que irá fundar a República dos Escritores é composto por Chico Anes, Felipe Colbert, Fernando Heinrich, Leandro Schulai, Ricardo Ragazzo e Thiago Ururahy.
14h30 às 15h30 - Palestra: “O fantástico em Dostoievsk”. Com Flávio Ricardo Vassoler, Mestre em Teoria Literária e Literatura Comparada pela USP.
16h às 17h - Mesa-redonda: “Literatura brasileira de entretenimento: A revolução da leitura” Com André Vianco, escritor, Eduardo Spohr, escritor e jornalista, Raphael Draccon, roteirista profissional e escritor e Luis Eduardo Matta, escritor
16h às 17h – (no Espaço Temático) - Fantastiquinha: “Cantando histórias fantásticas”
18h às 19h – Com transmissão direto da Inglaterra - Palestra ao vivo em 3D: “Publicar comercialmente é fácil...” Com James Mcsill, consultor literário internacional, assessor, cirurgião de texto (story doctor), palestrante e representante de autores.

ENDEREÇO DO FANTASTICON 2011

BIBLIOTECA PÚBLICA VIRIATO CORRÊA
Rua Sena Madureira, 298 – Vila Mariana – 04021-050 São Paulo – SP
Tel.: 11 5573-4017 e 11 5574-0389

9 de agosto de 2011

Lançamento da República dos Escritores no Fantasticon


Os criadores da República dos Escritores Chico Anes, Felipe Colbert, Fernando Heinrich, Leandro Schulai, Ricardo Ragazzo e Thiago Ururahy farão uma palestra de no Fantasticon em São Paulo no dia 14 de agosto às 14h00, evento celebrará a Fundação oficial do grupo.
A palestra consiste em apresentação do projeto, os pilares da criação do grupo, a profissionalização do autor, a consciência social e a divulgação do trabalho. Para Thiago Ururahy, “Quando juntamos autores profissionais ou em processo de profissionalização, passamos a unir as plataformas pelo bem comum. Algumas centenas de leitores passam a ser muitos milhares. Basta definirmos bem as práticas de divulgação.”, afirma.
O grupo preparou um material para a divulgação chamado “Os 10 Mandamentos Republicanos”, a cartilha que os autores seguem à risca para a preparação de suas obras, visando o mercado comercial brasileiro e estrangeiro foi criada a partir das aulas de coaching com James McSill. “A premissa maior é entender o mercado literário como um negócio e não como uma fábrica de sonhos.” As palavras de Felipe Colbert já indicam a proposta profissional da República dos Escritores.
Sobre a República dos Escritores
Com o inicio de suas atividades em 12 de maio a República dos Escritores é composta por mais de 20 autores (sendo os 6 fundadores e, atualmente, 17 cidadãos republicanos).
A República dos Escritores tem como principais ideais o fortalecimento da classe dos autores e divulgação de suas obras. A intenção é ser referência em qualidade literária, incentivando odesenvolvimento profissional do escritor e o estímulo à leitura, através de programas de benefícios para a orientação de novos autores e a difusão da prática da leitura na sociedade carente.
Sobre os fundadores da República dos Escritores
Chico Anes: Formado em Engenharia Eletrônica e Pós-graduado em Marketing. Pesquisador entusiasta e experimentador da Alquimia e Xamanismo. Escreveu o livro “Pirapato, o menino sem alma”. Terminou “O Veneno de Eva”, segundo romance que tem como tema os sonhos lúcidos e a tecnologia. Escreve o terceiro livro com título provisório de “A Teoria Poleax”. Oito contos publicados em antologias de ficção fantástica.
Felipe Colbert: Publicou seu primeiro livroA Entrevista Ininterrupta” em 2008 pela Editora Novo Século. Seu livro foi um dos destaques da Vitrine do Faustão, do programa Domingão do Faustão, em 05 de outubro de 2008. Terminou de produzir o segundo thriller,Ponto Cego”, ainda inédito de publicação no Brasil.
Fernando Heinrich: Técnico em Informática e Biólogo, hoje é consultor comercial de serviços de logística. Aos 16 anos deu início à criação do seu primeiro livro no Universo Fantástico, atualmente "adormecido", mas concluído. Publicou em três antologias do gênero fantástico.

Leandro Schulai: Formado em Processamento de Dados, é analista de faturamento. Em uma redação para a escola se destacou criando um conto que satirizava os colegas de classe e sua vocação foi despertada. Seu primeiro livro, “O Vale dos Anjos - O Torneio dos Céus parte 1” publicado em 2010 pela editora Novo Século sob o selo Novos Talentos da Literatura Brasileira tendo sua primeira tiragem esgotada em 6 meses. É um dos membros da Revista Fantástica e repórter de seu canal de vídeos “Na Mira dos Livros”.
Ricardo Ragazzo: Bacharel em Direito hoje atua como administrador de empresas. Aos 20 anos mudou-se para São Francisco, Califórnia, onde estudou inglês e trabalhou por quase um ano, teve contato com o jogo de RPG (Role-Playing Games). Ao voltar ao Brasil, aprofundou-se no assunto criando histórias para serem jogadas sempre pelo mesmo grupo de amigos. Em 2008 criou um blog e, menos de um ano depois, já auto-publicava um livro de contos a.C/d.C (antes destes Contos - depois desses Contos) pela Editora Baraúna. Escreveu seu primeiro thriller de suspense "72 Horas para Morrer" publicado pela Editora Novo Século.
Thiago Ururahy: Formado em Economia, trabalhou no mercado financeiro por 8 anos, até resolver levar adiante sua real vocação: contar histórias. A formação acadêmica e a fascinação por esportes – principalmente baseball e futebol americano talvez sejam as experiências mais marcantes em seus textos, cujo principal objetivo é além de entreter e dar ao leitor uma opção à velha programação televisiva, procura basear a sua escrita em pilares da sociedade e do comportamento humano, seja analisando as paixões ou expondo as veias abertas dos grandes erros do passado.
Serviço:
Local: Fantasticon – Biblioteca Viriato Correia
Endereço: Rua Sena Madureira, 298 – Vila Mariana – SP
Horário: 14h00





6 de agosto de 2011

O Preço da Imortalidade - Felipe Santos

Livro: O Preço da Imortalidade
Autor: Felipe Santos
Editora: Novo Século
Ano: 2010

Sinopse:
Uma revolta de camponeses nas terras do nobre inescrupuloso Truman em 1213 termina sem vencedores. Três dias depois da luta William Brenauder acorda preso numa masmorra escura e úmida. Um jovem camponês de apenas dezesseis anos descobre que escapou da morte ao se transformar na temida criatura condenada a sugar eternamente o sangue dos homens. Seu lar não existe mais, toda a sua família foi morta por um vampiro e todos os acontecimentos do dia da revolta estão apagados da mente do jovem. Arrastado para um novo mundo onde os fracos sucumbem e a justiça não existe, William descobrirá que intrigas, inveja e orgulho ditam as leis dos imortais. Mas agora o secular jogo de poder entre os vampiros está prestes a mudar. Dividido entre o desejo de vingança contra o desconhecido assassino de sua família e o medo de perder o que resta de sua humanidade, o camponês terá que trilhar uma linha perigosa entre o bem e o mal. Seu lado mais negro está cada vez mais perto de assumir o controle e a chave do mistério está nas suas memórias perdidas. O tempo está correndo contra ele e, mais cedo ou mais tarde, o jovem descobrirá que na vida ou na morte a imortalidade tem seu preço.

Comentários:

O preço da imortalidade é um livro sobre promessas, orgulho, poder e vingança

Esta história escrita por Felipe Santos nos remete em alguns pontos as antigas histórias de vampiros, que possuem uma essência má e que morrem ao sol, fazia tempo que não lia algo assim que estava sentindo falta. Mas alguns elementos são novos (pelo menos para mim) como, por exemplo que os vampiros ficam mais fortes com o passar dos anos e que até o cem anos eles estão ligados ao seu mestre, seu criador.
Mas já que estou entrando nos detalhes vamos a história: O livro começa com Arctos de Pontis que segue as regras e ordens de seu mestre, seu criador: Sian Malthus um vampiro poderoso. Em uma de suas andanças e caçadas Arctos encontra em um campo de batalha William, um jovem vampiro recém criado, abandonado por seu criador e que ainda não entendia direito o que lhe tinha acontecido ou em que ele tinha se transformado. William não possui mais nada, sua família foi assassinada brutalmente sua terra foi destruída por uma revolta e a ele resta apenas uma coisa, seu desejo por vingança. Apesar de jovem ele é um vampiro diferente, o único que consegue fazer uma meia transformação (não se transformar totalmente em vampiro, seus olhos não brilham como o dos outros) e possui um poder que não consiste com o seu tempo como vampiro, porém ele sofre com um grande conflito pessoal, ele ainda não conseguia aceitar no que tinha se transformado e não queria perder sua humanidade. Em sua jornada por vingança Willian encontra em seu caminho várias criaturas sobrenaturais como lobisomens, magos e fadas, e conhece vampiros bons e sábios mas também muitos vampiros maus e que vão fazer de tudo por poder e orgulho.
Este é um livro longo, com uma narrativa extensa que irá mesclar varias histórias e fatos para chegar ao seu objetivo final. A narrativa é em terceira pessoa, mas toda focada em William e seus conflitos internos. A história é criativa e remete bem as histórias de vampiros da idade média, a história me agradou, primeiro por um momentos pessoal, fazia muito tempo que não lia um livro sobre vampiros mais adulto e no estilo “escola antiga” e pela história ser bem construída e pelos personagens serem complexos e coerente, porem alguns pontos não me ganharam, como as vezes a narrativa se estendia de mais ficando um pouco cansativa e algumas falas e atitudes não serem muito coerentes com o que acontecia na idade média. E tenho que dizer....o final me surpreendeu.

1 de agosto de 2011

Promoção Fim de férias







E esta no ar mais uma super promoção. Agosto é conhecido como o mês do cachorro louco e também da depressão pós férias, então nada melhor do que uma boa promoção para animar este mês. Participe!