23 de agosto de 2015

[Livro] Sangue Mágico – Ilona Andrews



Sinopse:
Se não fosse pela magia, Atlanta seria uma boa cidade para viver. No momento em que a magia domina, os carros param e as armas falham. 
Quando a tecnologia assume, os feitiços de proteção já não protegem sua casa dos monstros. Aqui, os arranha-céus são derrubados pelo ataque da magia; homens-lobo e homens-hiena rondam as ruas arruinadas; e os Mestres dos Mortos, necromantes impulsionados pela fome de poder, comandam vampiros com suas mentes.
Neste mundo, vive Kate Daniels. Kate gosta um um pouco demais de usar a sua espada e tem dificuldade de ficar calada. A magia em seu sangue a torna um alvo, e ela passa a maior parte da vida se escondendo no meio da multidão. 
Mas quando o guardião de Kate é assassinado, ela deve optar entre não fazer nada e manter-se segura… ou perseguir o assassino sobrenatural. Esconder-se é fácil, mas a escolha certa nunca o é... (Fonte: Skoob) 

Comentários:
Fazia um bom tempo que eu não lia uma história de fantasia, acabei fazendo uma pausa nesse estilo e senti uma falta, por isso fiquei interessada no livro Sangue Mágico, fantasia urbana da editora Saída de Emergência. Apesar de a mitologia não trazer grandes diferenciais o livro me divertiu bastante e me prendeu na história guiada por Kate, nossa protagonista nesse mundo de caos, mas principalmente de magia. 

19 de agosto de 2015

[Evento] Lançamento Globo Alt


No último sábado (15/08) a editora Globo Livros promoveu um evento para blogs em que além de divulgar o lançamento de Filho Dourado, segundo volume da trilogia Fúria Vermelha, eles trouxeram uma grande novidade, o lançamento do Globo Alt, o novo selo voltado para a literatura jovem-adulta que começa a caminhar e tomar espaço nessa editora. 

O evento foi realizado na Livraria Cultura do Shopping SPMarket, com uma sala lotada de blogueiros para prestigiar e descobrir as novidades preparadas pela editora. 

A apresentação teve um tom descontraído e que caiu muito bem ao tema; já que o grande enfoque era os livros YA, por que não trazer jovens para falar sobre eles? E foi o que aconteceu, duas estagiárias da editora responsáveis pelo projeto de dar um espaço para esse estilo literário apresentaram, com muitas piadas e risadas, os motivos que geraram a criação desse novo selo, que vão desde o jovem ser uma grande parte da população leitora até o sucesso inegável gerado pelos YAs ultimamente. 

Logo após tivemos apresentação dos livros da editora que apesar de ainda não estarem nesse selo seguem o perfil de leitura, como Battle Royale, Menino de Ouro, Meu Romeu, Fúria Vermelha e sua continuação e lançamento do dia Filho Dourado (primeiro livro já lançado como Globo Alt). 


O evento foi muito bom, pois pude conhecer mais dos livros para o público jovem da Globo (afinal eu já tinha ouvido falar de alguns títulos, porém outros se mostraram extremas novidades), além é claro de outra parte empolgante que foi a divulgação de alguns dos futuros lançamentos (como o Atlântida e o DUFF – com título ainda em construção). 

Nesse encontro pude perceber que uma editora que já tinha um espaço em outras vertentes do mercado decidiu voltar os olhos para o público jovem e os interessados nessa literatura, se mostrando super-receptiva com sugestões e comentários de seus leitores. 


E no fim de tudo ainda saímos com um Kit lindo com os livros comentados durante o evento, logo mais resenha no blog pra vocês conhecerem também. 

Fiquem ligados nas redes sociais da Editora Globo Livros para mais novidades, e se você for a Bienal do Rio esse ano (que infelizmente não é meu caso) poderá visitar um espaço especial que terá para a Globo Alt e conhecer pessoalmente o que comentei por aqui. 

Foto: Editora Globo Livros


Ps: Podem ver mais fotos do evento na página do blog no Facebook. 

17 de agosto de 2015

[Music Monday] Uptown Funk!


Sabe aquela música que você gosta de ouvir, não pela letra (definitivamente a música dessa semana não ganhou destaque por sua letra), mas por qualquer outro motivo que te agrade, e no meu caso foi o ritmo e a voz do artista que achei bem gostosinha e me lembrou, em alguns aspectos, Michael Jackson. Então hoje trago como sugestão mais uma música que me foi apresentada pela Jéssica (a colaboradora aqui do blog e responsável por grande parte das minhas descobertas musicais) – Uptown Funk, de Mark Ronson e Bruno Mars



12 de agosto de 2015

[Livro] A rainha normanda – Patricia Bracewell


Sinopse:
A Rainha Normanda - Em 1002, Emma da Normandia, uma nobre de apenas 15 anos, atravessa o Mar Estreito para se casar. O homem destinado a ser seu marido é o poderoso rei da Inglaterra, Æthelred II, muito mais velho que ela e já pai de vários filhos. A primeira vez que ela o vê é à porta da catedral, no dia da cerimônia. Assim, de uma hora para outra, Emma se torna parte de uma corte traiçoeira, presa a um marido temperamental e bruto, que não confia nela. Além disso, está cercada de enteados que se ressentem de sua presença e é obrigada a lidar com uma rival muito envolvente que cobiça tanto seu marido quanto sua coroa. Determinada a vencer seus adversários, Emma forja alianças com pessoas influentes na corte e conquista a afeição do povo inglês. Mas o despertar de seu amor por um homem que não é seu marido e a iminente ameaça de uma invasão viking colocam em perigo sua posição como rainha e sua própria vida. Baseado em acontecimentos reais registrados na Crônica Anglo-saxã, A rainha normanda conduz o leitor por um período histórico fascinante e esquecido, no qual fantasmas vigiam os salões do poder, a mão de Deus está presente em cada ação e a morte é uma ameaça sempre à espreita.
Governando na época compreendida entre o rei Artur e a rainha Elisabeth I, a rainha Emma é uma heroína inesquecível cuja luta para encontrar seu lugar no mundo continua fascinante até hoje. (Fonte: Skoob) 

Comentários:
Assumo que quando pedi esse livro acabei não me informando muito a respeito do enredo e fui achando que iria encontrar um romance de época, tive uma agradável surpresa ao me deparar com um romance sim, mas histórico, que trouxe personagens baseados em figuras reais, explorando (e romanceando) a história não tão conhecida de Emma, a rainha da Inglaterra, de origem normanda e que é o centro de uma época turbulenta e cheia de intrigas, sendo ao mesmo tempo o símbolo de uma esperança e paz e um ponto de desconfiança para toda uma corte. 

2 de agosto de 2015

[Série] How to get away with murder – Primeira Temporada


Quando me indicaram How to get away with murder me falaram que eu ia querer abraçar o travesseiro, depois ia chegar um ponto que eu ia querer gritar com o rosto nele, achei que era exagero até me ver abraçando meu travesseiro em uma cena tensa (na verdade em uma de muitas dessas cenas). 

A série vai tratar do envolvimento de um grupo de alunos de direito com sua professora e assistentes; enquanto eles estão tentando ir bem nas aulas, acabam virando “estagiários” dela, isso já seria tenso se no meio de tudo não estivesse envolvido um assassinato.