28 de junho de 2016

[Filme] Como eu era antes de você



Antes de começar a comentar sobre esse filme quero deixar claro logo de princípio que ainda não li o livro, então tudo (absolutamente tudo) o que comentar será relacionado apenas ao filme. 

Sabe aquele filme que já promete entregar um drama de partir o coração, essa é a sensação passada já no trailer, um romance com drama e lágrimas. No entanto a boa surpresa está no fato que não é apenas isso que o longa vai entregar, ele também é recheado de momentos engraçados (muitos deles mesmo), situações para fazer pensar e um romance tão sutil quanto intenso, que vai crescendo e tomando forma e apesar de não se aprofundar ainda deixa marcas irreversíveis nos envolvidos. 


O filme vai contar a história de Louisa que apesar de sua irreverência, seu bom humor e sua alegria nunca teve uma vida com grandes feitos, nunca exigiu de si mesma nada além do trivial, presa a família e a um relacionamento que não a deixa totalmente feliz. Na sua busca por um novo emprego acaba sendo contratada para ser cuidadora de Will, um homem que ficou  tetrapéligo no auge de sua vida devido a um acidente, com isso os dois acabaram criando um laço muito bonito e aprendendo muito sobre a vida. 

O filme em seu rumo não é inovador, na verdade todos os acontecimentos poderiam ser previstos logo de inicio, porém são os personagens que trazem todo o diferencial para Como eu era antes de você, a visão da vida de Louisa é simplesmente contagiante, e mesmo com toda a sua felicidade ainda há o contraponto das amarras em que ela está presa e que é uma boa fonte de identificação. É lindo ver a interação dela com Will e apesar de o objetivo dela ser animá-lo ele também mostra a ela a visão de quem sempre teve tudo e que tinha sede de viver. 



Um filme lindo e emocionante, na minha sessão o som das risadas foi tão alto quanto o som do choro, o que mostra que o filme é pautado em emoções, para aqueles que gostam de um romance repleto de risadas e lágrimas. Eu adorei. 



Sinopse: Rico e bem sucedido, Will (Sam Claflin) leva uma vida repleta de conquistas, viagens e esportes radicais até ser atingido por uma moto, ao atravessar a rua em um dia chuvoso. O acidente o torna tetraplégico, obrigando-o a permanecer em uma cadeira de rodas. A situação o torna depressivo e extremamente cínico, para a preocupação de seus pais (Janet McTeer e Charles Dance). É neste contexto que Louisa Clark (Emilia Clarke) é contratada para cuidar de Will. De origem modesta, com dificuldades financeiras e sem grandes aspirações na vida, ela faz o possível para melhorar o estado de espírito de Will e, aos poucos, acaba se envolvendo com ele.
 Título original: Me Before You Duração: 109 min. Direção: Thea Sharrock Roteiro: Jojo Moyes Obra original: Jojo Moyes Elenco: Emilia Clarke, Sam Claflin, Jenna Coleman, Charles Dance, Matthew Lewis, Vanessa Kirby, Brendan Coyle, Janet McTeer e mais. Distribuidora: Warner Bros Ano: 2016 Avaliação: 4/5

22 de junho de 2016

[Livro] A lista de Brett – Lori Nelson Spielman



E como esses clubes do livro estão me fazendo bem ao apresentar leituras cada vez melhores, e o livro do último encontro é um desses exemplos, com a leitura de A lista de Brett tive uma experiência prazerosa que me deixou refletindo por um tempo e gerou uma discussão bem legal entre uma roda de amigas. 

Neste livro vamos acompanhar um dos momentos mais tristes da vida de Brett, uma mulher que acabou de perder sua mãe, que tinha uma grande representação em sua vida, e no meio dessa tristeza sufocante ela ainda terá que lidar com algo totalmente inesperado: durante a leitura do testamento Brett descobre que sua mãe deixou uma condição para que ela possa receber sua herança – cumprir uma lista de desejos que ela escreveu quando tinha 14 anos e que possuía itens como se apaixonar, ter um filho e ter um cavalo (porque essas coisas são super fáceis de arranjar de uma hora para a outra). 

Durante a leitura vamos acompanhar Brett na busca por tentar cumprir todos os itens dessa lista e como isso ela irá repensar várias escolhas e opções que tomou até então, com uma vida um pouco mais favorável ela acabou presa em seu ponto de conforto, em escolhas que não a desafiavam e acabaram levando-a para um cotidiano morno e que não a satisfazia. Essa lista resgatada de sua adolescência a fará entrar em contato com a mulher que ela acabou enterrando  e esquecendo. 

No clube do livro essa obra conseguiu gerar vários debates interessantes, como a transformação de Brett, que apesar de em boa parte da história ser tão relutante em cumprir a lista, é com essa missão que ela irá lutar para sair do seu lugar comum. Outro ponto foram os personagens que a rodearam e que possuem personalidades bem marcantes e completam bem a história, afinal Andrew, Brad, Garret, e tantos outros, dão o toque e os contrapontos da história. 

A narrativa é bem envolvente e uma leitura muito prazerosa de se fazer, apesar de ter uma pequena implicância com alguns aspectos do livro (do tipo que Brett sempre parece cruzar com alguma coincidência na vida), adorei a história que acaba tocando o leitor pela reflexão dos rumos que escolhemos para a vida, sobre o conformismo com o lugar-comum e com a relação tão íntima, carinhosa e de cumplicidade de Brett com sua mãe, que permanece mesmo depois da morte. 

Um livro muito gostosinho, uma leitura rápida, leve (mas  não vazia) que pega o leitor e leva para pensar na vida, não com pesar, mas com uma pitada de reflexão. 

Sinopse:  Brett Bohlinger parece ter tudo na vida — um ótimo emprego como executiva de publicidade, um namorado lindo e um loft moderno e espaçoso. Até que sua adorada mãe morre e deixa no testamento uma ordem: para receber sua parte na gorda herança, Brett precisa completar a lista de sonhos que escreveu quando era uma ingênua adolescente.Deprimida e de luto, Brett não consegue entender a decisão de sua mãe — seus desejos adolescentes não têm nada a ver com suas ambições de agora, aos trinta e quatro anos. Alguns itens da lista exigiriam que ela reinventasse sua vida inteira. Outros parecem mesmo impossíveis.Com relutância, Brett embarca numa jornada emocionante em busca de seus sonhos de adolescência. E vai descobrir que, às vezes, os melhores presentes da vida se encontram nos lugares mais inesperados. (Fonte: Skoob). Título Original: The life list Autor: Lori Nelson Spielman Editora: Verus Ano: 2015 Número de páginas: 364  Avaliação: 4/5